Desafio de Fevereiro

Se há algo do qual eu tenho orgulho, é o saber cuidar de mim. No entanto, nos últimos meses, isto não tem acontecido. Por vários fatores externos (e internos), perdi o controle. Para mim, não há nada mais importante do que sentir saúde, sentir-me saudável e plena.

Numa tentativa de voltar aos eixos, desafiei-me a fazer 22 dias sem açúcar.

Vou fazê-lo nos meus termos:

Não pode:

  • Sem açúcares refinados – açúcar branco
  • Sem fast food
  • Sem refrigerantes
  • Sem doces

Pode:

  • Alternativas: xarope de tâmaras, geleia de arroz, açúcar de coco – com moderação
  • Fruta

A ideia é: evitar tudo que seja processado e contenha açúcares refinados.

Vou me concentrar em beber muita água e chá (sem açúcar); gorduras saudáveis (frutos secos); proteínas vegetais (tofu, seitan). Comer mais verdes, mais cores.
A isto tudo, junto o exercício físico – vou recomeçar a ir ao ginásio.

22 dias aceitas o desafio?

Com amor,
Luísa.

Livros que vão ser adaptados à 7ª arte I

Parte I.

Gosto sempre de estar atenta as adaptações cinematográficas que são baseadas em livros. Algo que e do conhecimento comum e de que as adaptações nunca são tão boas como as obras que as inspiraram – há exceções.

Este ano há vários filmes que vão estrear baseados em obras literárias fantásticas. Algumas já li, outras estou a tentar ler.

Nem todas estas obras estão traduzidas para português.

Where’d you go, Bernadette – Maria Semple (Março, 2019)
tmp_lrjyns_b5cfb0bf8c673c8f_where-d-you-go-bernadetteQuando a sua filha, Bee, pede para fazer uma viagem de família à Antártida como recompensa pelas boas notas, Bernadette começa os preparativos. MAs depois de anos a viver uma vida em Seatlle que ela nunca quis, está prestes a entrar em colapso. Depois de um fundraiser na escola que corre mal, por culpa dela, ela desaparece, deixando a família para resolver a confusão“.
Uma história que mostra uma família a tentar descobrir quem é, e poder do amor que uma filha sente pela mãe.

The sun is also a star – Nicolai Yoon (Maio, 2019)
Yoon_9780553496680_jkt_all_r1.inddO Universo: todos os momentos das nossas vidas nos trouxe a este momento. Um mihão de futuros estã a nossa frente. Qual deles se tornará real?

 

 

The goldfinch – Donna Tartt  (Outubro, 2019)
17333223Começa com a história de um rapaz de 13 anos, que sobrevive a um acidente que mata a sua mãe. Abandonado pelo pai, Theo é adotado pela família de um amigo. Numa nova casa, com colegas na escola que não sabem como falar com ele e atormentado pelos laços inquebráveis com a mãe, ele foca-se apenas numa coisa: um desenho misterioso e cativante, que o leva para o mundo da arte“.

The women in the window – A J Finn (Outubro, 2019)
40389527Anna Fox mora sozinha – uma reclusa na sua própria casa, sem capacidades para sair. Ela passa os seus dias a beber vinho, a ver filmes antigos, lembrar-se de tempos felizes e a espirar os seus vizinhos. Quando os Russells se mudam para a casa da frente, aparentam ser a família perfeita. Mas quando Anna, numa noite, vê algo que não devia, o seu mundo começa a desmoronar-se e os seus segredos  a revelar-se“.

The nightindale – Kristin Hannah (Janeiro, 2019)
21853621O Rouxinol narra a história de 2 irmãs separadas pelos anos e pela experiência, pelos ideais, pela paixão e pelas circunstâncias, cada uma seguindo o seu caminho arriscado em busca de sobrevivência, do amor e da liberdade numa França ocupada pelos alemães e arrasada pela guerra.”
Um romance muito belo e comovente que celebra a resistência do ser humano e, em particular, no feminino.

After – Anna Todd (Abril, 2019)
22557520Tessa é uma jovem reservada e estável, que sai da casa da mãe – uma mulher autoritária e preconceituosa – para iniciar a universidade, separando-se pela 1ª vez do namorado, Noah. Logo no 1º dia conhece a sua companheira de quarto e os amigos desta, de onde se encontra Hardin. Rapidamente iniciam uma relação atribulada e intensa, uma vez que Hardin é num bad boy que só arranja problemas. Tessa Tem de decidir: Noah ou Hardin?“.

Pet sematary – Stephen King  (Abril, 2019)
10583Às vezes a morte é o melhor. 
Quando os Creeds se mudan para uma casa rural no Maine, tudo parece demasiado bom para ser verdade. Como família, eles têm tudo. Até um gato amigável. Mas a floresta vizinha esconde uma verdade arrepiante, pior do que a própria morte, e terrivelmente mais poderosa“.

 

Little women – Louisa May Alcott (Dezembro, 2019)
1934Aqui estão as talentosas Jo, um tomboy que quer ser escritora, a tragicamente e frágil Beth, a bonita e romântica Meg e a mimada Amy, unidas em devoção umas às outras, e nas suas lutas diárias para sobreviver na Nova Inglaterra durante a Guerra Civil, onde o pai está a lutar.”
Esta história é baseada na própria vida da autora.

 

Já leram alguns destes livros?
Vão ler antes de ver os filmes?
Contem-me tudo!

Com amor,
Luísa

The Truth About The Harry Quebert Affair

Goodreads: 4,01 ⭐ | 58,892 ratings
Minha: 4,5 ⭐

Sinopse:
“Verão de 1975. Nola Kellergan, uma jovem de 15 anos, desaparece misteriosamente da pequena vila costeira de New England. As investigações da policia são inconclusivas.
Primavera de 2008, New York. Marcus Goldman, escritor, vive atormentado por uma crise da pagina em branco, depois do seu primeiro romance ter sido um sucesso.
Junho de 2008, Aurora. Harry Quebert, um dos escritores mais respeitados do país, é preso e acusado de assassinar Nola, depois do cadáver da rapariga ser descoberto no seu jardim. Meses antes, Marcus, o discípulo de Harry, descobrira que o professor vivera um romance com Nola, pouco tempo antes do seu desaparecimento. Convencido da inocência de Harry, Marcus abandona tudo e parte para Aurora para conduzir a sua própria investigação.” Continue reading “The Truth About The Harry Quebert Affair”

Extinção

Em 44 anos, a intervenção do ser humano levou à extinção de cerca de 60% dos animais na Terra – animais selvagens. Um relatório da WWF assim o diz: destacam-se os efeito causados pela agricultura e a produção de alimentos como uma das principais causas deste fenómeno. Não só os animais são mortos para serem comidos, como muitas vezes, para a expansão dos campos agrícolas, os animais perdem o seu habitat.

Há cerca de 300 espécies de mamíferos que se encontram em vias de extinção devido à caça para a alimentação. No mar, o cenário não é muito diferente. O excesso de pesca tem trazido uma escassez notória de peixe no mar. Uma grande parte da população de baleias pode vir a morrer devido à poluição.

Em termos leigos, o que é que isto significa?
Se houvesse um declínio de 60% na população humana, teríamos um esvaziamento da América do Norte, da América do Sul, de África, da China e da Oceânia. É esta a escala do que nós, humanos, temos feito” – Mike Barrett.

Em 2018 algumas espécies selvagens foram classificadas como extintas:

Ararinha azul

arara azul

Puma do leste

puma

Rinoceronte branco

rinoeronte

A lista de animais em vias de extinção cresce cada vez mais. Podem consultar a Red List no site da IUCN.
Mas nem tudo são más notícias. Na verdade, devido à ação humana, já se conseguiram salvar algumas espécies que estavam em vias de extinção – como o bongo oriental, águia-careca e a baleia jubarte. Que isto se torne a regra e não a exceção.

Com amor,
Luísa.

2019

Um recomeço.

Para mim, para o blog.

O ano de 2018 passou. O final de ciclos, o início de outros. Com ele ficam as aprendizagens, as lágrimas, os sorrisos.

Foi um ano que trouxe imensa felicidade. Conquistei coisas que nunca achei que iria conquistar. Trouxe me pessoas fantásticas. E manteve as que já cá estavam. Considero que tenha sido um ano bom.

Em 2019, antevejo um ano ainda melhor. Tenho planos e objetivos a cumprir.

Quero viajar mais. Quero ler mais. Quero aprender mais. Quero poder investir em mim e investir tudo o que aprendi noutra coisa. Quero trabalhar mais. Quero viver, todos os dias.

Sou eternamente grata pelo ano que passou.

bem vindo, 2019 🖤 de ti só espero coisas boas.

Hábitos saudáveis para um dia feliz




Sabiam que bastam 21 dias para se criar um hábito? Isto não é nenhuma teoria, só sabedoria já da antiga. Mas a verdade é que se habituarem durante um mês a fazer alguma coisa, acaba por fazer parte da vossa rotina.

Então, porque não tentarem durante 21 dias implementar alguns hábitos saudáveis, que talvez possam mudar-vos, e a vossa forma de estar na vida?

1. Não usar o telemóvel, ou outros elementos eletrónicos na cama. Eu deixo o telemóvel a carregar num móvel ao lado (por causa do despertador, embora acorde a maior parte das vezes antes), mas a ideia é mesmo dormir com ele o mais afastado possível. Isto muda a forma como vocês dormem, como adormecem, e como acordam, já que não vão a correr pegar nele para ver as redes sociais ou o e-mail.

2. Quando acordar, não pegar logo no telemóvel, esperar pelo menos meia hora. Tirem essa meia hora para vocês, sem se preocuparem com o que se passa no telemóvel. Façam outra coisa qualquer e verifiquem o telemóvel mais tarde.

3. Quando acordo, a primeira coisa que faço, mesmo antes de ir ao WC, é ir à cozinha e beber um copo de água morna. Depois de uma noite sem comer nem beber nada, estamos completamente desidratados, por isso é muito importante que logo que acordem bebam água. Porque morna? Assim está á temperatura do organismo, e não será nenhum “choque”. É sempre importante beber água durante o dia, também. Logo depois de beber um copo de agua, preparo outro copo, também com água morna, onde acrescento o sumo de metade de um limão, gengibre e ás vezes, canela.

4. Meditar. É algo que por acaso, prefiro fazer à noite, mas também estou a tentar incutir a mim mesma fazê-lo de manhã. A meditação tem inúmeros benefícios para nós. 5 minutos são  suficientes para começar e quando têm menos tempo.

5. Ter tempo suficiente para fazer um pequeno almoço saudável. Até existem algumas receitas que podem fazer a noite, como as overnight oats (aveia adormecida). Podem comer fruta (o que não leva muito tempo a preparar). O importante é ter um pequeno-almoço nutritivo. Lembrem-se que já não comem há muitas horas, e o melhor para o organismo não é começar o dia com cereais com açúcar.

6. Ser grato.. Podem escrever, podem pensar durante o duche, como quiserem. Pensei apenas em alguma(s) coisa(s) da qual se sintam agradecidos.

7. Apanhem uma lufada de ar fresco. Mesmo que 10 segundos, vão até à entrada ou abram uma janela, e respirem ar puro.

8. Mexam-se de manhã. Podem fazer uns alongamentos, ou espreguiçarem-se. Ou ir a correr até à caixa de correio e voltar. Isto é muito importante para quem passa muito tempo sentado. Começam logo o dia a mexerem-se, e faça-o sempre que tiverem oportunidade!

9. Costumo dormir com portadas abertas. Acordo sempre com a luz natural; não acordo logo que o sol nasce, mas sim quando deixo de ter sono. O facto de ter as portadas abertas e com a luz do dia a entrar, ajuda-me a acordar, e tenho como bónus de (quase) nunca ter de ouvir o barulho estridente do despertador.

Não sigo nenhuma ordem especifica. Não faço tudo todos os dias, mas são as minhas sugestões. Não parece difícil pois não? Experimentem durante 21 dias e depois digam-me lá não se sentem melhor 🙂

Com amor,
Anna.

Mindfulness || Beneficios da meditação

O que é a meditação? 

É uma prática que pretende “treinar” a focalização. Pretende que sejas capaz de focar a tua mente em alguma coisa, num objeto, numa ação. A tua mente concentra-se apenas nisso. A meditação permite-te descontraíres de tudo o que não interessa –  stress, os problemas, o que é negativo – e focalizares-te no que realmente interessa para ti. A meditação permite que a tua mente se livre da agitação do mundo exterior, torna-se calma, serena. E a mente é o órgão mais poderoso que possuímos. Se a nossa mente está calma, todos nós somos calma.

A meditação não é complicada. A meditação não tem regras, fazes o que quiseres, quando quiseres, como quiseres, o tempo que quiseres. És tu que decides. Só há uma coisa que não deves fazer – desistir quando tentas meditar uma vez, pela primeira vez, e não acontece nada.

A mente humana não descansa. Perdeu a capacidade de parar, de sossegar. Estamos sempre a pensar no trabalho, nos exames, nas contas, no mundo exterior. É assim que surge o stress. E o stress tira-nos anos de vida. A meditação permite-nos fugir disto. Mas não acontece à primeira.

Temos de aprender a focalizar. Temos de treinar a mente, habitua-la, para que ela possa focalizar-se em nós, e não no resto.

As primeiras tentativas vão, muito provavelmente, falhar. Por isso não desistas à primeira, nem à segunda. Insiste, faz disso um hábito diário, e vais notar todos os benefícios ao fim de algum tempo. Vais sentir diferenças e vais te sentir diferente.

Benefícios da meditação:

  • Reduz a pressão sanguínea e acalma o sistema cardiovascular 
  • Restaura o equilíbrio do sistema digestivo, ajudando a absorção dos nutrientes
  • Relaxa o sistema nervoso
  • Alivia a tensão muscular
  • Diminui a intensidade das dores de cabeça/enxaquecas
  • Alivia as insónias
  • Liberta a mente da dúvida interna e das “vozes” internas
  • Permite libertar do medo
  • Reduz a ansiedade
  • Melhora a depressão
  • Gera otimismo, autoestima, confiança e motivação.
Há imensas apps já disponíveis que te podem ajudar no inicio. 
With love, 
Anna.

1 + 3 || Medo

Na maior parte dos meus dias, não sinto medo. 
Não tenho medos comuns. Não tenho medo de aranhas nem de cobras. Não tenho medo de alturas, nem de estar fechada num cubículo. Não tenho medo de palhaços, nem de cães. Não tenho medo de novas experiências, nem de andar de avião, nem de comboio. Não tenho medo de me afogar, não tenho medo do mar nem de águas fundas. 
Mas tenho medo. 
Tenho medo de perder as minhas pessoas. 
Tenho medo de fazer as escolhas erradas. 
Tenho medo de perder. A minha sanidade, a minha saúde. 
Tenho medo de não conseguir ser suficiente. 
Tenho medo do meu cérebro, que tantas vezes me prega partidas. 
Mas nunca deixo que o medo controle. 
Sou grata por tudo o que tenho, por todo o que sou. 
Com amor, 
Anna.